21 de out de 2008

O SENTIDO DA VIDA!

O espírito do seu próprio mundo, ou seja, dentro da realidade espiritual pode praticar milhares de atos que não são compreendidos pela razão humana, que por isso os considera como super poderosos. O espírito pode volitar, se locomover com a velocidade do pensamento, plasmar objetos, etc. Enfim, pode realizar diversas coisas que o ser humano considera sobre naturais.

Mas, tudo isso que o espírito pode fazer, para eles, não possui este valor assombroso que o ser humanizado confere. Para os seres da erraticidade são atividades infantis…

São atividades consideradas banais, como o é para um adulto o fato de uma criança aprender a somar dois. É assim, porque os adultos já sabem dividir, multiplicar e executar outras atividades aritméticas. Da mesma forma, para os espíritos que comumente realizam tal atividade, que vocês consideram o ápice do conhecimento espiritual, é banalidade.

No entanto, há algo que para o espírito tem um valor imenso, uma atividade que é cercada de uma complexidade imensa: a encarnação.

A encarnação é um momento aguardado ansiosamente por um espírito. Quando de posse de sua consciência espiritual, o ser universal valoriza profundamente esta atividade e reconhece nela uma ação de alto grau de complexidade. Isso porque a encarnação é sempre a provação final de um estudo além do fato de que só ela pode conceder atestado de promoção espiritual para o espírito.

Por mais que um espírito no mundo espiritual, estude, conheça as coisas, sem a encarnação ele não recebe o atestado da evolução espiritual. É por isso que essa, a encarnação é a maior aventura para o espírito.

Para que vocês tenham noção da importância da encarnação para o espírito, posso fazer uma comparação. O espírito que vai encarnar é como o ser humano que se prepara para um concurso estudando e encontra na hora de fazer a prova a realização de toadas as suas aspirações.

Então esse é o primeiro detalhe que nos mostra a grande importância da encarnação. Por isso dissemos: encarnação, a maior aventura do espírito. É a maior porque apenas a encarnação pode certificar que o espírito aprendeu no mundo espiritual as lições que lhe foram ministradas por seus mestres.


Já explicamos porque a encarnação é a maior aventura do espírito; agora vamos entender o que é encarnação antes de falar na aventura em si…

Encarnação é uma palavra do planeta terra que, à grosso modo, significa vir à carne. Apesar de ser esta a idéia que os humanos fazem da aventura do espírito, na verdade a encarnação não se trata de habitar um corpo físico humano. O que determina uma encarnação é uma mudança conscencial do espírito, uma mudança de consciência do espírito.

Durante toda a eternidade o espírito vive entre dois mundos ou entre duas consciências. A primeira é a sua própria consciência, a sua consciência existencial espiritual, que nós vamos chamar de consciência primária do espírito.

Ela determina a Realidade da vida do espírito. É com essa consciência espiritual que o espírito vive naquilo que nós chamamos de vida espiritual e ali faz seus estudos se preparando para as futuras encarnações ou alterações de consciências. Durante a alteração de consciência um novo conjunto de verdades se forma e o espírito ligado a elas não tem acesso às informações que estão em sua consciência primária.

Em resumo, posso dizer que o espírito vive a sua vida com a sua consciência primária realizando “estudos” naquilo que é conhecido como mundo espiritual. Quando encerra uma fase de estudos se liga a uma nova consciência e vai executar provas sobre os temas estudados para ganhar o atestado da elevação espiritual.

Este é o processo chamado de encarnação. Ele acontecerá pela eternidade da existência do espírito, ou seja, durará o resto da existência espiritual. Além disso, este mesmo processo é valido para todo o Universo. Ou seja, em todos os “planetas” existem espíritos que estudam determinado assunto universal de posse de sua consciência espiritual e posteriormente se liga a uma nova consciência transitória para realizar a provação do que estudou.

Por isso comecei dizendo: entender encarnação como vir à carne é uma idéia do planeta terra. Em marte, Júpiter e no planeta mais distante da última galáxia existe encarnação, mas não existe carne. Apesar de não existir em outros planetas a matéria carne, como a dos seres humanos, em todos os planetas do Universo e por todos os tempos espíritos criarão novas consciências, às quais se ligarão temporariamente, que servirão como prova para obtenção de um atestado de elevação espiritual.

Isso é uma encarnação, isso é a grande aventura do espírito: executar essas provas.

Se anteriormente chamamos a consciência do espírito de consciência primária, podemos agora definir ou nomear a consciência utilizada para a realização de provas como ego.

Resumindo, então, podemos dizer que o espírito vive na sua consciência primária estudando junto com os mestres do Universo e durante determinados período se liga a um ego para realizar provações com a finalidade de receber o atestado da elevação espiritual.

Esta é a definição de encarnação… Nada tem a ver com carne, com ligar-se a uma matéria carnal… Encarnação é a ligação a uma nova consciência que servirá como instrumento de provas para que o espírito evolua.

Participante – A existência espiritual tem um fim? Chega a um ponto em que o espírito se estabiliza e para de se ligar a um ego par a receber esse atestado.

A existência espiritual é eterna e é voltada exclusivamente à busca da elevação espiritual. Sendo assim, o fato de um dia deixar de ligar-se a um ego temporário não existe… Sempre haverá um ego, mesmo quando a encarnação não envolver matéria carnal como conhecida por vocês.

O processo de evolução do espírito jamais acabará porque o Universo é um constante processo evolutivo de aproximar-se de Deus, da Perfeição, sem jamais atingi-la, pois só Deus é Perfeito

Nenhum comentário: