30 de abr de 2010

Sentir sua Falta





Nunca olhe para trás.
Como eu ia saber que sentiria tanto sua falta?
Solidão adiante, Vazia atrás, Para onde eu vou?
E você não prestou atenção em
Toda a minha alegria em meio às minhas lágrimas, Todas as minhas esperanças em meio aos meus medos.
Você sabia que ainda sinto sua falta de alguma maneira?
Do fundo do meu coração partido,
Do primeiro beijo à última rosa,
Ainda que o tempo talvez me forneça um novo alguém, Você foi de quem eu gostei de verdade.
Nós poderíamos ter resolvido as coisas...
Tempo, é disso que se trata o amor!
E estou de volta onde eu comecei, novamente...
Você prometeu a si mesmo
Mas para alguma outra pessoa...
E você deixou isso tão perfeitamente claro,
Ainda assim eu queria que você estivesse aqui...
Nunca olhe para trás, nós dissemos,
Como eu ia saber que sentiria tanto sua falta?

Um comentário:

Renato Baptista disse...

Olá Maisa...

Estamos apresentando uma Mostra Especial de Poeminis – “Encontros e Desencontros” a partir de imagens dos trabalhos da artista plástica Betty Martins.
Convidamos você, especialmente, para que conheça nossa obra no blog: http://poeminiseimagens.blogspot.com
Sua presença será uma honra para nós!

Beatriz Prestes e Renato Baptista